segunda-feira, 25 de outubro de 2010

Tribruto e NLP em acção

No passado dia 23 de Outubro deu-se início às filmagens do novo videolclip dos "Tribruto", com a assinatura da equipa da New Light Pictures.

Esta parceria conta com Patrício Faísca e Rúben Botelho na liderança, o que é para ambos uma experiência nova, uma vez que nenhum dos dois tinha até agora um videoclip no currículo.

"O Rúben veio ter comigo falando na hipótese de fazermos um videoclip para a banda 'Tribruto'. Conhecia apenas um dos MC's e imediatamente procurei actualizar-me sobre os trabalhos deles. Achei interessante e uma mais-valia, aceitando assim reunir-me com um dos membros do grupo." - explica Patrício Faísca, que deu luz verde ao projecto após a reunião, que decorreu em Agosto, e na qual se discutiram os meios e recursos que cada uma das partes conseguiria disponibilizar.

Durante cerca de 5 intensas semanas de pré-produção, mobilizaram-se dezenas de recursos e planeou-se ao detalhe toda a logística necessária para o projecto entrar em rodagem.

O videoclip tem como cenário principal uma mercearia antiga. Foram requisitados mais de uma centena de adereços para a decorar a preceito.

O projecto conta com apoio da Câmara Municipal de Loulé, facilitando alguns problemas que a produção poderia vir a ter durante as filmagens: era necessário fornecer electricidade ao local e cortar o acesso às ruas circundantes, uma vez que a acção da história decorre nos anos 70.

"Exactamente onde a mercearia se encontra, cruzam-se cerca de 5 ruas onde queríamos filmar. A Câmara Municipal de Loulé deu-nos autorização para cortar o acesso a estas ruas durante as filmagens, facto pelo qual conta com um forte agradecimento da nossa parte."

Ainda assim foi obviamente necessário dialogar com os vizinhos e também com as pessoas que por ali passavam que ficavam muitas vezes curiosas.

Uma das sequências que decorre na mercearia.

Praticamente 90% do elenco do videoclip foi escolhido pela banda. Os realizadores não poupam elogios aos participantes, na sua grande maioria actores estreantes, mas que se entregaram de corpo e alma aos seus personagens.

Parte do elenco numa das principais sequências do videoclip.

Apesar do fornecimento de electricidade por parte do Município de Loulé, a potência máxima que se podia usar era de 3000W, demasiado pouca para aquilo que se queria fazer.

"Precisávamos de iluminar a mercearia e mais 4 divisões da casa. Só um projector nosso consome 1000W. Pensámos seriamente em recorrer ao Plano B: puxar uma extensão com 200mts de um bar próximo" - adianta Patrício.

Felizmente a iluminação acabou por não trazer problemas graves e tudo correu como previsto.

Adereços mais específicos como o dinheiro da época, acabaram por ser resolvidos com facilidade.

O projecto conta ainda com o apoio da Casa da Cultura de Loulé que forneceu roupas para os principais personagens. O restante guarda-roupa foi requisitado pelos realizadores aos respectivos familiares.

O mesmo aconteceu com a mais de uma centena de adereços, todos emprestados por familiares, amigos e amigos de amigos de toda a equipa.

"A lista de adereços assustou-me quando a terminei e comecei a enviar às pessoas. Por momentos não acreditava que iria ser possível. Além do mais nunca tínhamos feitos nada assim! Relembro que o grande problema é o dinheiro e posso adiantar que na compra de adereços e guarda-roupa não devemos ter ultrapassado os 50€." - partilha Patrício.

As filmagens do videoclip voltam Domingo, dia 31 de Outubro.

Fotografias de Ivone Silva.

Sem comentários: