domingo, 19 de setembro de 2010

"Comando"



A curta metragem com orçamento de 27€ que anda a correr o mundo.

Adquira o DVD deste filme, recheado de opções especiais.

Numa guerra sem nome por uma causa perdida, um soldado é enviado para a zona de combate com a missão de entregar uma mensagem vinda do topo ao oficial no comando.

Data de produção: Março 2010
Duração: 10''
Género: guerra


Prémios:
Melhor Filme Nacional (Arouca Film Festival 2011)
Melhor Produção do Ano (Prémios Anuais Shortcutz Lisboa 2010)
Melhor Realização (CAL - Algarve Short Film Festival 2011)
Curta do Mês (Shortcutz Porto 2011)
Menção Honrosa (Bragacine 2011)

Seleção oficial:
New York Portuguese Film Festival, 2011
Porto7, 2010
ShortCutz, 2010
FEST 2011
Festival XI SÉVIDEO, 2010

Exibido em:
London Film Academy, London, UK
Anthology Film Archives, New York, USA
University of Texas, Austin, USA
3ª Mostra de Cultura Fílmica, Faro, Portugal
Auditório Carlos Paredes, Lisbon, Portugal
Auditório da Universidade Lusófona, Lisbon, Portugal
Clube Ferroviário, Lisbon, Portugal
Music Box, Lisbon, Portugal
Hard Club, Porto, Portugal
Cineclube de Faro, Faro, Portugal
Escola EB 2,3 de Almancil, Portugal

Ficha Técnica:
Realização, produção e edição: Patrício Faísca and Sonat Duyar
Argumento e banda sonora: Sonat Duyar
Direção de Fotografia: Patrício Faísca and Rúben Botelho
Som e Efeitos Visuais: Patrício Faísca
Elenco: Nuno Custódio

4 comentários:

jota disse...

Está muito bem feito. Parabéns. Continuem neste espírito de criatividade e luta por um sonho.

Continuem a crescer e a sonhar. Vou tentar mostrar o vosso filme o meu blog e o making of também.

Força e mais uma vez parabéns!!!

_TiTaS_ disse...

Está mesmo muito bom, grande trabalho. Muitos parabéns e não parem porque vão longe!

Já coloquei no meu facebook ;)

Mr. Silva disse...

esse homem come como eu!
garfo na mão direita!!

meb disse...

Muito bom trabalho. Um exemplo a ser seguido: quando se gosta do que se faz o dinheiro não é obstáculo, apenas "força" a que se use da criatividade, nativa num operador da sétima arte, para vencer esses obstáculos.
E mais uma vez se demonstra que há muito talento em Portugal. Pena que apenas o lixo tóxico dos programas copiados, sem nexo, telenovelas e outras porcarias que tal cheguem à televisão, tenham o apoio das "produtoras" (é discutível se o são, dado que não reconhecem a qualidade), não chegando assim a verdadeira qualidade fílmica lusitana ao público... que já merecia ser bastante mais bem tratado.

Continuem os vossos projectos que eu certamente vos continuarei a apoiar.